RESENHA - A GAROTA DO CALENDÁRIO

* ATENÇÃO: CONTÉM SPOILER


Genteeee! Estava louca pra contar pra vocês, mas eu não podia até o dia de hoje...
Eu participei de uma promoção pela Verus Editora em que as 10 pessoas que escrevessem as frases mais criativas, dizendo o porquê deveriam ler o super lançamento "A Garota do Calendário - Janeiro" antes de todo mundo, receberia a prova do livro!
E...e...e... tã nã nã... EU CONSEGUI!!! EEEEEEEEEE
Sendo assim, a Verus Editora, mais conhecida como 
"Verus, sua linda", me enviou uma prova não revisada do livro e hoje tenho o maior prazer em compartilhar com vocês a resenha e as minhas impressões sobre o livro. Vamos começar? Vou dar uma dica: se o livro está cheio de marcações, adivinha se eu gostei? 





Título: A Garota do Calendário: Janeiro
Título Original: Calendar Girl: January
Autor: Audrey Carlan
Tradução: Andreia Barboza 
Edição: 1ª Edição
Editora: Verus Editora
Páginas: 127 (nessa prova)
Ano: 2016


SINOPSE:
"Ela precisava de dinheiro. E nem sabia que gostava tanto de sexo. O fenômeno editorial do ano e best-seller do New York Times, USA Today e Wall Street Journal. Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Em janeiro, Mia vai conhecer Wes, um roteirista de Malibu que vai deixá-la em êxtase. Com seus olhos verdes e físico de surfista, Wes promete a ela noites de sexo inesquecível — desde que ela não se apaixone por ele."


"- Certo, sra. Milan - enfatizei seu nome 
falso para que ela compreendesse 
meu comprometimento 
- Parece que eu sou a sua nova
 Garota do Calendário"


RESENHA:
Mia Saunders até então uma garota "comum", sonhava ser atriz, mas trabalhava num restaurante no expediente da noite, além de participar de alguns testes conseguidos por seu agente.
Sua vida, no entanto, muda completamente quando seu pai fica entre a vida e a morte depois de levar uma surra de um agiota, ex-namorado de Mia, em razão de sua dívida de 1 milhão de dólares.
Mia, a filha mais velha, se vê na obrigação de ajudar seu pai, até porque se vê igualmente ameaçada por Blaine e sua irmã, de 19 anos, está na faculdade também dependendo da renda de sua família.
Depois de muito rejeitar a ideia, acaba aceitando a proposta feita por sua tia, Millie, dona da Exquisite Acompanhantes de Luxo.


- Mia, você vai deixar todos os seus
outros trabalhos por pelo menos um ano.
Agora você é uma funcionária
da Exquisite Acompanhante de Luxo.
Suas tarefas serão executadas no período
 de um a vinte e quatro dias, dependendo
das necessidades do cliente.
Já que você precisa ganhar muito dinheiro
 num curto espaço de tempo, precisa pegar
trabalhos maiores. Depois dos vinte e quatro dias,
você vai ter o restante do mês
para ficar em casa, relaxar, se recuperar
e providenciar qualquer cuidado de beleza
 que seja necessário.
Na virada de cada mês, um novo encontro 
vai ser designado a você


Depois de ler as regras da Tia Millie, ou melhor, Sra. Milan, como gostava de ser chamada, pois seu nome de nascença teria sido deixado de lado "quando o primeiro homem fez picadinho do seu coração e deu para os cachorros comerem", Mia já tinha seu primeiro cliente agendado.
Assim, conheceu Weston Charles Channing III, um lindo milionário, roteirista de Hollywood, o qual necessitava de uma companhia nos próximos 24 dias a fim de acompanhá-lo a alguns eventos sociais e ajudá-lo a espantar as "piriguetes" que certamente se aproximariam e poderiam atrapalhar os diversos negócios agendados nos dias que se seguiam.
Wes, não era um milionário convencional, e, apesar de levar uma vida extremamente confortável, não era esnobe e ele e Mia desfrutaram de ótimos momentos juntos, e, apesar da relutância inicial, Mia se vê seduzida por Wes.
O que começa com tórridos momentos de desejo e sexo, se transformam num relacionamento de inesperada cumplicidade.


"Estávamos perto, tão perto que a distância entre 
meus lábios e os seus era de quatro ou cinco centímetros. 
Com certeza perto o suficiente para que ele 
pudesse sentir minha respiração em sua boca 
enquanto eu falava"



MINHAS IMPRESSÕES - 4 estrelas
Quando eu soube do livro, a premissa me intrigou. Será que a autora iria "romancear" a prostituição? Será que a menina realmente não tinha outra saída? Será que livro teria uma história que pudesse me prender? Será que seria mais um livro de romance erótico?
Enfim, preciso dizer que gostei bastante da história. 
Não é só mais um livro de "New Adult", "Romance Erótico", "Soft Porn" ou "Romance Sensual". Não é "mais do mesmo".
Mia viveu quatro importantes relacionamentos, os quais foram um verdadeiro fiasco e o último, em especial, lhe trouxe não só desilusão, mas uma dívida astronômica, pois Blaine não era "Executivo", mas sim um agiota.
Mia se viu desesperada com as dívidas e com a saúde seu pai. O tempo era curto e o dinheiro devido era muito. Muito maior do que já vira em toda sua vida e não conseguiu encontrar outra saída a não ser aceitar a proposta de sua tia.
Tentei me colocar no lugar da Mia algumas vezes, mas não consegui. A situação era extrema... e acho que só passando por isso, dá pra saber que rumo tomaríamos. Não dá pra julgar.
A Mia deu sorte. Conheceu Wes, uma graça, um querido! Agora me diz, quem não ia querer conhecer o Wes também? 
As cenas de sexo não são muitas a ponto de enjoar.
Já li muitos livros desse gênero e a maioria dos escritores pecam ao encher o livro de cenas de sexo e acabam deixando de desenvolver a história.
Audrey, conseguiu dosar com uma habilidade incrível o desenvolvimento do enredo com um toque de erotismo e, algumas vezes até consegui me emocionar! (porque sim, sou dessas).
As cenas de sexo são extremamente sensuais e deliciosas, além de perfeitamente possíveis.
A história acontece sem que o leitor se veja obrigado a engolir uma história em que a menina que vira prostituta pra pagar a dívida do pai e se envolve com o cliente. Não, essa não é a premissa!
É natural. Tudo se desenrola de uma forma descomplicada, e quando nos damos conta, o livro já está no fim, você já leu 10 capítulos em um único dia, e já quer saber o que vai acontecer no próximo livro!
Quem será o próximo cliente?
Pra quem gosta do gênero, esse livro vale à pena sim!
A Verus fez uma ótima aposta e tenho certeza que assim como eu, muitas amigas e leitoras terão os 12 livros em suas prateleiras. 
De Janeiro a Dezembro, a Audrey certamente conquistará um ano das leitoras brasileiras.
Ah, e o valor dos livros, pelo que já pesquisei, vai ser bem em conta. 
Hoje, antes mesmo do lançamento, previsto para 16/06/2016, o primeiro volume está na pré-venda nas melhores livrarias por R$19,90, e certamente  é um ótimo investimento.


SUPER INDICO!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RESENHA - Sorrisos Quebrados (Sofia Silva)

Promoção Carnaval de Época